Publicado em Deixe um comentário

Uma pesquisa sobre Mario Quintana

Boa tarde, caros amigos.

Mais uma semana se inicia e desta vez quero apresentar um pouco das minhas pesquisas. Me pus a ler Mario Quintana e aprendi coisas novas. Coisas que mudam momentos, dias. A alguns enviei mensagens com uns textos que gostei. No instagram li um texto que me impressionou em um video. E a pesquisa segue, mas longe de uma utilidade. Porque o conhecimento não é um talher para levar comida à boca. Caminhar é preciso.

Por conta da leitura resolvi colocar aqui um pouco do que andei aprendendo. Mario é dono de uma poesia simples, cotidiana, coisa que gosto muito. O poeta extraia do cotidiano o lirismo que poucos conseguem ver, esta era a sua maios habilidade: narrar com poesia o cotidiano, que consecultivas vezes é entendido como trivial; não é.

Abaixo um pouco sobre o autor.

Mario Quintana (1906-94) – Poeta, tradutor e jornalista brasileiro nascido no Rio Grande do Sul – publicou 41 livros(entre obras poéticas, antologias e livros infantis) ao longo de sua vida. Além de escrever sua literatura, Mário se ocupou, também, da tradução. Traduziu livros autores como Marcel Proust e Virginia Woolf

As contribuições de Mário para a nossa literatura são muitas, fato que quase o colocou na academia brasileira de Letras. Infelizmente por motivos políticos ele não conseguiu ingressar, tendo tentado três vezes, se recusou a tentar uma quarta, ainda que lhe fosse garantida a entrada. 
 

Mario morou quase toda a sua vida em hotéis, uma curiosidade para os dias de hoje. Provável que esta característica lhe tenha aguçado o olhar para os pequenos fatos, que são característica da sua literatura.

Abaixo um fragmento do livro em imagens


(Imagens do livro “A Vaca e o hipogrifo”, publicado em 1977) É de Mario o famoso “poeminha do contra”, que vai muito bem nos dias atuais.
Poeminha do contra

Todos esses que aí estão
Atravancando meu caminho,
Eles passarão…
Eu passarinho!

Mario Quintana

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.