Publicado em Deixe um comentário

Das cinzas do museu (palestra na UERJ)

Publicado em Deixe um comentário

Beijaço contra a censura

Beijaço contra a censura

O excrementíssimo prefeito do Rio de Janeiro resolveu mostrar as suas garras da maneira mais patética que poderia fazer: censurando arte, por conta disso, nós quadrinistas nos reunimos com a hashtag #beijaçocontraacensura.

Abaixo um video meu comentando o absurdo.

Publicado em Deixe um comentário

No fim das contas

Um texto que escrevi há algumas semanas, mas que só me senti à vontade para compartilhar hoje.

No final de tudo, o que conta é o amor. Sabe, no fim das contas, depois de um dia de trabalho, cansado, você só quer poder se deitar e lembrar que fez algo bom, que cultivou boas relações, que anjos te acompanham. Então repito: o que importa é o amor. O que importa é se alguém se importa o suficiente para se deslocar por você. O que importa é se alguém leva um bolo da Panco para você. O que importa é se você sente que, além de toda a maldade, desgraça e desconforto, existe abrigo e que ele é quente. E que você não precisa se explicar. No fim do dia, o que importa é se você sabe que, lá longe, no horizonte, há esperança — outro nome dado aos anjos, que também chamam amigos.No fim do dia que importa é ter para quem dizer obrigado e isso os poetas disseram, mas nunca alcançaram, ou alcançarão, a dimensão da coisa, a dimensão do amigo, a dimensão de poder se sentar no chão sem dizer nada e contar com o apoio de pessoas que não têm motivo racional para fazer o que fazem. O que importa é o amor.